Turismo: Salvador/ BA - Brasil

Salvador/ BA - Brasil

Elevador Lacerda e ao fundo a Baía de Todos os Santos, o Mercado Modelo e o Forte do Mar - Foto: A/ D

● VEJA MAIS FOTOS DESTE DESTINO

HISTÓRIA

Embora, o Brasil tenha sido descoberto em 1500, quando Pedro Álvares Cabral “aportou” no sul da Bahia, a presença efetiva de europeus na região (onde hoje é Salvador) se deu a partir de 1510, quando um navio francês naufragou, trazendo entre seus tripulantes o português Diogo Álvares, o famoso caramuru, que facilitou o contato entre nativos, missionários e administradores. Ele casou-se com a índia Paraguaçu, da tribo dos tupinambás, índios tupis que habitavam a região antes da chagada dos portugueses.

A partir de 1530, por ordem de D. João III, as terras brasileiras foram divididas em Capitanias Hereditárias, assim, em 1536, chegou à região o primeiro donatário, Francisco Pereira Coutinho, que fundou o Arraial do Pereira, que anos depois foi rebatizada de Vila Velha.

Em 1549, chegou à região Tomé de Souza, o primeiro governador geral do Brasil, que por ordem de D. João III fundou a cidade-fortaleza de São Salvador, ou seja, Salvador já nasceu cidade e capital. Depois de Tomé de Souza vieram Duarte da Costa e Mem de Sá.

Depois do governo-geral veio a União Ibérica (1580-1640) e foi nesse período que a cidade de Salvador foi seguidamente invadida pelos holandeses, nos anos de: 1598, 1624-1625 e 1638, mas não lograram êxito.

A cidade de São Salvador de Todos os Santos foi a capital e sede da administração colonial do Brasil até 1763, quando a sede do império foi transferida para a cidade do Rio de Janeiro, no entanto, Salvador continuou participando da cena política brasileira, haja vista, a importância exercida pela Bahia como maior exportadora de açúcar. Esse panorama só se modificou com a queda nas exportações de cana-de-açúcar e com a Proclamação da República.

Salvador é cidade mais populosa do Nordeste. E têm se destacado no cenário econômico Nordestino, sobretudo, na construção civil, na indústria e no turismo, além de continuar sendo importante porto exportador, o que a coloca como a nona cidade mais rica do Brasil, segundo IBGE 2003.

Salvador é a capital do Estado da Bahia e está localizada na Região Nordeste do Brasil.

DADOS GERAIS
Estado: Bahia
População: 2 883 672 habitantes
Altitude: 8,3 m
Código de área: 71
Tensão elétrica: 110 V
Clima: Tropical atlântico.
Fuso Horário: - 3 horas em relação ao Meridiano de Greenwich (horário de Brasília)

ATRATIVOS TURÍSTICOS

Pelourinho, bairro de Salvador, famoso pelo seu conjunto arquitetônico colonial barroco português - Foto: Embratur

Junte o universo cultural brasileiro em um único lugar e acrescente um tantinho a mais de pimenta e o resultado é Salvador. Pois bem: “o que é que a ‘Bahia’ tem?” Tem alegria, etnias, religiões, cores, carnaval e belezas naturais numa intensidade e vibração sem iguais.

Salvador é uma das cidades mais antigas da América, seu Centro Histórico, popularmente conhecido com Pelourinho, consegue expor boa parte dessa história, através de seu casario colonial em estilo barroco que datam do século XVII até século XIX. Por tudo isso, foi declarado como Patrimônio Histórico da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura UNESCO, em 1985.

Visto isso, uma visita ao Pelourinho é imprescindível, pois o bairro concentra a cultura pulsante da cidade em suas casas históricas, museus, igrejas e espaços culturais, festas religiosas e manifestações culturais como o bloco Olodum.

Outro cartão-postal da cidade é o Elevador Lacerda, que faz a ligação entre a Cidade Alta (Praça Thomé de Souza) e a Cidade Baixa (Praça Cairu), inaugurado em 1873, foi o primeiro elevador urbano do mundo. Através de suas torres é possível ver Baía de Todos os Santos, o Mercado Modelo e, ao fundo, o Forte do Mar.

Falando em mar, Salvador tem mais de 50 km de praias, as mais famosas e frequentadas pelos soteropolitanos, são: Itapuã, imortalizada nos versos de Dorival Caymmi e Vinícius de Morais, a praia do Porto, a praia do Farol da Barra e, marcando a divisão entre essas praias, o Farol da Barra ou Fortaleza de Santo Antônio, uma construção do século XVII.

Por fim, Salvador possui um dos mais expressivos carnavais do Brasil, em 2005, o Carnaval baiano foi classificado como o maior carnaval de rua do mundo pelo Guiness Book.

São seis dias de festa, dezesseis horas por dia, onde dezenas de cantores famosos se apresentam em trios elétricos, há também os blocos nos bairros e os blocos tradicionais, como: Olodum, Timbalada, Filhos de Gandhy e Ilê Aiyê. Divididos em três circuitos: Dodô (Barra-Ondina), Osmar (Campo Grande-Avenida Sete), Batatinha (Centro Histórico) e o Afródromo, que será incluindo no roteiro carnavalesco da cidade em 2014.

SERVIÇOS TURÍSTICOS

Acarajé, quitute encontrado facilmente nos tabuleiros das baianas pela cidade - Foto: A/D

Onde comer:

No Brasil, dificilmente, se encontrará cidade mais africana do que Salvador, a cultura baiana tem forte raiz africana e isso se reflete também na comida. Eis os mais famosos pratos típicos baianos: abará, abarém, vatapá, caruru, moqueca de peixe e bobó de camarão, tudo regado a azeite de dendê, leite de coco, gengibre e muita pimenta.

Se o visitante deseja se deliciar com uma moqueca no capricho, vale uma ida ao restaurante Donana, o prato ainda vem acompanhado de arroz, farofa e mais uma guarnição à escolha (vatapá, pirão ou feijão-fradinho). Outro reduto de comida baiana é o Restaurante Dona Mariquita, que possui amplo cardápio de comidas baianas, escoltadas por feijão de leite, arroz de hauçá e caipiroscas de diversos sabores.

Comida típica: reparam que nós ainda não citamos o acarajé, pois bem, dedicamos a ele o título de “rei da comida baiana”, na nossa humilde opinião, é claro! Um dos mais conhecidos quitutes baianos tem sua origem nos terreiros, em um ritual ao orixá Lansã. O acarajé é um bolinho feito de feijão fradinho, cebola e sal, frito em azeite de dendê e depois recheado com camarão seco, vatapá, caruru e saladas, mas muito cuidado quando a baiana perguntar: você deseja seu acarajé quente ou frio? Pois, na verdade, ela está perguntando se você quer seu acarajé com pimenta (quente) ou sem pimenta (frio). O acarajé é amplamente vendido pelas ruas de salvador nos famosos tabuleiros das baianas.

Onde ficar:

Salvador possui a terceira maior rede hoteleira do Brasil, com 358 estabelecimentos de hospedagem, 22.336 mil leitos disponíveis e uma capacidade de hospedagem de 34.424 pessoas, segundo dados do IBGE, 2011.

Embora, as hospedagens estejam bem distribuídas pela cidade, destacamos quatro bairros: Barra e Rio Vermelho que reúnem bares e restaurantes, no entanto, um pouco afastados dos atrativos, já o Pelourinho e Santo Antônio Além do Carmo possui casarões históricos que guardam acomodações bacanas.

Onde comprar:

O melhor ponto para se encontrar um típico artesanato baiano é o Mercado Modelo, lá é possível comprar instrumentos musicais (como o berimbau), confecções , redes, entalhes em madeira, rendas, bordados, peças de decoração, as famosas bonecas de pano vestidas de “baianas”, figas patuás, pencas de balangandãs, fitinhas do Senhor do Bonfim e objetos religiosos.

Transporte:

Aeroporto: Aeroporto Internacional Deputado Luís Eduardo Magalhães. Também conhecido como Dois de Julho, nome do aeroporto até 1998.
Tel: (71) 3204-1010

Ônibus: os ônibus ligam o aeroporto ao centro da cidade. Existem também autocarros que correm com frequência (bilhete: 6.5 reais).

Táxi: as companhias de táxi que operam no complexo são: Abaete Aerotaxi (71) 377 2555, Aero Star (71) 377 1763, Adei Taxi Aereo (71) 377 1993, Bahia Taxi Aereo (71) 377 2897 e Lider Taxi Aereo (71) 377 1416.

Aluguel de Carro: existem balcões de locação de automóveis das companhias (Avis, Budget, Europcar e Hertz)

Mais informações sobre transporte em Salvador: Clique Aqui

Outros serviços:

Centro de atendimento ao turista (CAT)
Saltur: (71) 3176-4200
Bahiatursa: (71) 3489-9794

Posto de câmbio: as casas de câmbio estão disponíveis em agências de turismo, no aeroporto e nos shoppings.

Fonte: Bruna A. Medeiros, da redação OpenBrasil.org
Página anterior Próxima página