Turismo: Brasília/ DF – Brasil

Brasília/ DF – Brasil

Congresso Nacional - Foto: A/D

● VEJA MAIS FOTOS DESTE DESTINO

HISTÓRIA

As discussões em torno da construção de uma nova capital datam do século XIX, com a chegada da independência brasileira, o interesse em tal mudança tinha como justificativa estimular a economia e o comercio do país.

Mas, foi só em 1956, que o então presidente Juscelino Kubitschek (JK) conseguiu a aprovação da lei nº 2.874, que criou a companhia de urbanização da nova capital (NOVACAP), que recebeu o nome de “Brasília”.

Em setembro de 1956, no terreno árido do planalto central, se deu o início da construção de Brasília. Três anos e dez meses mais tarde, em 21 de abril de 1960, o Brasil ganhava uma nova Capital.

O Plano Piloto, idealizado por Lucio Costa, principal urbanista, tem o formato de uma cruz ligeiramente arqueada, o que lembra a silhueta de um avião, apontada para o sudeste. Os dois eixos que a compõem são o eixo rodoviário (que corta as áreas residenciais) e o eixo monumental (destinado as autarquias e aos monumentos).

A maioria dos palácios e edifícios foram projetados pelo inconfundível Oscar Niemeyer, como os palácios do Planalto, da Justiça e da Alvorada, o Itamaraty, o Congresso Nacional, a Catedral e os ministérios.

Brasília é a capital federal do Brasil e a sede do governo do Distrito Federal e está localizada na microrregião de Brasília.

DADOS GERAIS – BRASÍLIA

Unidade Federativa: Distrito Federal
População: 2.570.160 habitantes
Altitude média: 1.171 m
Código de área: 61
Tensão elétrica: 220 V
Clima: Tropical de altitude
Temperatura: média de 21º C
Fuso horário: -3 horas em relação ao Meridiano de Greenwich

ATRATIVOS TURÍSTICOS

Catedral Metropolitana de Brasília - Foto: Bento Viana

Se o Rio de Janeiro é reconhecido pelas suas belezas naturais, pode-se dizer que Brasília é famosa pelas suas belezas artificiais, onde os traços curvilíneos de Oscar Niemeyer conferem à cidade uma atmosfera futurista.

Os monumentos, prédios e palácios fazem da cidade um gigantesco palco de exposições de artes, tanto que em 1987, Brasília foi declarada Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco, tendo sido a única cidade construída no século XX a receber esta honra.

As obras mais emblemáticas de Brasília estão localizadas no Eixo Monumental, dentre elas destacam-se: a Catedral Metropolitana de Brasília, o Congresso Nacional, o Palácio do Itamaraty, o Palácio da Alvorada, o Palácio do Planalto, a Ponte Juscelino Kubitschek, o Supremo Tribunal Federal – STF, o Museu Nacional Honestino Guimarães, o Memorial Juscelino Kubitschek e a Praça dos Três Poderes.

Contudo, a cidade também dispõe de recursos naturais e áreas verdes, como: o Lago Paranoá, o Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek, o Parque Nacional de Brasília (mais conhecido como Água Mineral), o Parque Olhos D'Água, o Jardim Botânico de Brasília (JBB), o Jardim Zoológico de Brasília e o Parque Ecológico Burle Marx.

Além disso, Brasília está situada no platô do Planalto Central, a mais de 1.000 metros acima do nível do mar, onde também é o “berçário” de quase todas as grandes bacias hidrográficas brasileiras, o que faz da cidade um ambiente propício para o desenvolvimento do ecoturismo.

SERVIÇOS TURÍSTICOS

Sorvete de Araticum - Foto: A/D

Onde comer:

Brasília é o terceiro maior polo gastronômico do país. A rica culinária brasiliense é fruto da miscigenação da população, e além de encontrar as comidas típicas dos “quatro cantos” do Brasil, Brasília tem um cardápio internacional que não fica devendo em nada aos grandes circuitos gastronômicos.

Vale lembrar, que muitos dos melhores restaurantes estão na localizados nas asas residenciais. Separamos algumas opções: Xique-xique (tradicional); Coco Bambu (pescados); o Piantella e o Aquavit (cozinha contemporânea); o Beirute, um dos bares mais tradicionais da cidade; na gastronomia internacional destacamos o italiano Villa Tevere, o árabe Lagash, o japonês Nippon, o argentino Corrientes 348 e o peruano Taipá. Agora, se a pedida é uma gastronomia popular, o melhor é a praça de alimentação do Centro Comercial Conjunto Nacional, ao lado da Rodoviária.

Comida típica: embora, a culinária seja diversa, pelos motivos já colocados, Brasília, com pouco mais de 53 anos, não possui uma comida típica. Então, para ressaltar a riqueza do cerrado brasileiro, elegemos os sorvetes com frutas típicas da região, como: araticum, buriti, pequi, baru, cagaita, gariroba. Para saborear essas delícias uma das melhores opções é a Soverteria Nata do Cerrado, que oferece mais de 170 sabores diferentes de sorvete, considerando frutas, chocolates e outros.

Onde ficar:

Brasília possui 222 estabelecimentos de hospedagem, 19.216 mil leitos disponíveis e uma capacidade de hospedagem de 27.237 pessoas, segundo dados do IBGE, 2011.

A maior parte das acomodações da cidade estão localizadas nos Setores Hoteleiros (SHS e SHN), duas áreas centrais localizadas perto do Eixo Monumental. No entanto, a dica é fazer reservas com antecedência, pois durante a semana os hotéis podem ficar com lotação esgotada, devido à atividade governamental da cidade. Para quem procura opções mais baratas pode buscar alternativas nas pousadas situadas na avenida W3 sul.

Onde Comprar:

A Feira de Artesanato da Torre de TV, localizado no SDC, Eixo Monumental, conta com mais de 500 lojas e já é parada obrigatória para quem procura acessórios para decorar a casa, bordados e rendas, flores do cerrado, artes plásticas em telas coloridas, joias e bijuterias, artesanato em palha, barro, couro e madeira, roupas e acessórios, esculturas e móveis por encomenda. Funciona aos Sábados, Domingos e Feriados das 8h às 18h.

Transporte:

Aeroporto:
Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek
(61) 3364-9000

Ônibus: os ônibus, mini autocarros e táxis transportam os passageiros do aeroporto até o centro da cidade. Há também uma linha de ônibus especial que leva aos dois principais setores hoteleiros, o SHS e o SHN, e para a rodoviária ao valor de R$8,00. Mais informações sobre trajeto e itinerário dos ônibus: DF TRANS

Táxi: em Brasília, os táxis do aeroporto cobram bandeira 2, ou seja, sempre pergunte antes quanto custará a corrida, pois o valor deverá girar em torno de R$40 e R$70.

Aluguel de Carro: existem balcões de locação de automóveis das companhias (Avis, Hertz, Disbrave, Interlocadora, Jarjour, Localiza, Locar Alpha, Nacional e Unidas).

Mais informações sobre transporte em Brasília: Clique Aqui

Outros serviços:

Centro de atendimento ao turista (CAT): SDC Eixo Monumental (Lote 05, Centro de Convenções Ulysses Guimarães, Ala Sul, 1º Andar diariamente, das 8h às 12h e das 14h às 17h) Telefone: (61) 3214.2712.

Postos de informação turística: Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek (Área de desembarque norte - diariamente, das 8h às 20h); Rodoviária Interestadual de Brasília (SMAS, Trecho 4, conj. 5/6, Asa Sul - diariamente, das 9h às 17h) e na Praça dos Três Poderes (diariamente, das 9h às 17h).

Postos de câmbio: ficam localizados no Aeroporto Juscelino Kubitschek, no Setor Comercial Sul, no Setor Residencial Leste, Asa Norte, Asa Sul e Taguatinga Norte.

Fonte: Bruna A. Medeiros, da redação OpenBrasil.org
Página anterior Próxima página