Turismo: Belo Horizonte / MG - Brasil

Belo Horizonte / MG - Brasil

Igreja da Pampulha - Foto: Miguel Aun / Belotur

● VEJA MAIS FOTOS DESTE DESTINO

HISTÓRIA

O bandeirante João Leite da Silva Ortiz chegou à Serra de Congonhas, hoje Serra do Curral, por volta de 1701 e se estabeleceu ao construir a Fazenda do Cercado, o progresso alcançado por Ortiz logo atraiu outros moradores, e assim, formou-se o arraial que recebeu o nome de Curral Del-Rei. Mas, foi só a com Proclamação da República, em 1889, que o arraial prosperou, foi nessa época que o mesmo recebera o nome de Belo Horizonte.

Os ares republicanos concedeu vigor a ideia de mudança da sede do governo mineiro, pois a antiga Ouro Preto era travada pela topografia. Assim, em 1893, determinou-se que a nova sede do Governo fosse erguida em Belo Horizonte, chamando-se Cidade de Minas.

Belo Horizonte foi planejada e construída seguindo a ideologia republicana, buscando a modernidade, e nesse contexto, que começa a surgir as primeiras indústrias na região. A década de 1950, no entanto, foi considerada a década de ouro para o setor, já a década de 1970, foi marcada por transformações com a instalação de empresas multinacionais. Assim, Belo Horizonte é considerada um dos principais polos industriais do país.

A cidade de Belo Horizonte é a capital do Estado de Minas Gerais e está localizada na microrregião de Belo Horizonte.

DADOS GERAIS – BELO HORIZONTE

Estado: Minas Gerais
População: 2.375.151 habitantes
Altitude média: 858 m
Código de área: 31
Tensão elétrica: 110 V
Clima: Tropical de altitude
Temperatura: média de 22,2 °C
Fuso horário: Horário de Brasília (-3 horas em relação ao Meridiano de Greenwich)

ATRATIVOS TURÍSTICOS

Museu de Artes e Ofícios - Foto: A/D

Belo horizonte é uma cidade que respira história e, sem dúvida, essa característica é a que mais exerce apelo junto ao visitante. É como se em cada esquina um pouco dessa memória fosse sendo contada através de seus patrimônios histórico-culturais.

Tanta riqueza se descortina nos parques, monumentos e museus, como o Museu de Arte da Pampulha, Museu de Ciências Naturais da PUC Minas, o Museu de Artes e Ofícios, o Circuito Cultural Praça da Liberdade, o Conjunto Arquitetônico da Pampulha, o Mercado Central, o Zoológico, o Jardim Botânico, a Igreja da Boa Viagem e Parque das Mangabeiras.

Outro chamariz cultural é a culinária, de tão famosos os pratos mineiros ganharam fama nacional, quiçá internacional, mas, as iguarias mineiras feitas em minas gerais, sem dúvida, são as melhores. Tamanha fartura à mesa fez com que Belo Horizonte ganhasse fama como "capital nacional do boteco", por existirem mais bares per capita do que em qualquer outra grande cidade do Brasil.

Já, o inicio do século XXI fez com que Belo Horizonte passasse a experimentar um desenvolvimento no turismo de eventos, com a realização de congressos, convenções, feiras, eventos técnico-científicos e exposições, como o Festival Creamfields Brasil, o Festival Internacional de Teatro, Palco e Rua (FIT-BH), Festival Internacional de Curtas e o Encontro Internacional de Literaturas em Língua Portuguesa.

SERVIÇOS TURÍSTICOS

Pão de Queijo - Foto: A/D

Onde comer:

Uma das grandes riquezas de Belo Horizonte é a sua culinária, vasta e típica. A cidade é conhecida como “a capital nacional do boteco”, e um ditado já ganhou a boca dos belo-horizontinos: “se não tem mar, vamos para o bar”. São mais de 12 mil bares, segundo a associação do setor. Lourdes e Savassi possuem uma infraestrutura de bares e restaurantes bem estabelecida.

Separamos algumas opções dentro desse universo, entre eles, o Bolão, o Maria das Tranças, especialista na galinha à cabidela, prato preferido de Juscelino Kubitschek, a Cantina do Lucas, o Tip Top, bar mais antigo da capital mineira e o Mercado Central, que além de ser um ponto turístico, oferece iguarias gastronômicas da culinária mineira, e o tradicional fígado com jiló, servido ali em pé no balcão dos botecos.

Comida Típica: Vamos dar destaque ao pão de queijo, delicia tipicamente mineira que já ganhou o Brasil inteiro. Para conferir o quitute na capital mineira, vale ir à padaria da Verdemar, empório gourmet, que em 2013, ganhou pela décima vez o prêmio de Melhor Pão de Queijo da Cidade.

Onde ficar:

Belo Horizonte tem 291 estabelecimentos de hospedagem, 19.031 mil leitos disponíveis e uma capacidade de hospedagem de 27.842 pessoas, segundo dados do IBGE, 2011. Contudo, a rede hoteleira da cidade está passando por um processo de expansão, segundo Ministério do Turismo, até 2014 serão construídos 52 novos hotéis na cidade.

A grande maioria das opções de hospedagem está localizada nas áreas mais nobres da capital, mais perto do Centro e dos bairros mais badalados, como Lourdes e Savassi. No entanto, pra quem vai visitar a cidade para assistir a Copa do Mundo em 2014, a melhor opção é a região da Pampulha, pois fica mais próxima ao Mineirão.

Onde comprar:

Desde 1969, os domingos de Belo horizonte são enfeitados pela feira de Artes e Artesanato da Avenida Afonso Pena, popularmente conhecida como feira Hippie, uma das maiores da America latina e oferece: artes, bijuterias, brinquedos, bolsas e calçados, móveis e decoração, roupas, dentre outras.

O Mercado Central também não poderia ficar de fora, até mesmo porque, esse é um dos melhores destinos quando o assunto é comprar produtos tipicamente mineiros, que incluem gêneros da culinária e artesanato.

Transporte:

Aeroportos:
Aeroporto Internacional Tancredo Neves (Confins)
(31) 3689- 2700
Aeroporto da Pampulha
(31) 3490-2000
Os terminais oferecem serviço de ônibus para levar os passageiros ao Centro.

Ônibus: Informações sobre itinerários e horários dos ônibus coletivos estão disponíveis online: BHTRANS

Táxi: A cidade conta com uma frota de 5,6 mil táxis.

Aluguel de Carro: as locadoras de Veículos das mais reconhecidas marcas: Lokamig, Localiza, Avis, Hertz, Budget, Movida, Locaralpha e Unida Rent.

Mais informações sobre transporte em BH: Clique Aqui

Outros serviços:

Atendimento ao turista: seis postos para informação à disposição do turista. No centro, procure pelo posto Mercado das Flores – Av. Afonso Pena, 1055, Centro/ Telefone: (31) 3277-7666.

Postos de câmbio: ficam localizados nos aeroportos, no Centro e nos bairros de Savassi e Funcionários.

Fonte: Bruna A. Medeiros, da redação OpenBrasil.org
Página anterior Próxima página